0%
logo
Investimentos do Minha Casa, Minha Vida passam de R$ 200 milhões

Investimentos do Minha Casa, Minha Vida passam de R$ 200 milhões

alt text
A presidenta Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (27) que mais de 1,5 milhão de famílias brasileiras foram beneficiadas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Além das moradias já entregues, segundo ela, 1,7 milhão de casas e apartamentos estão em construção em todo o país.
 
No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma destacou que, desde o início de seu mandato, o governo contratou 2,24 milhões de moradias. Até o final deste ano, a previsão é que outras 510 mil sejam contratadas, atingindo a meta de 2,75 milhões de casas e apartamentos.
 
— O principal disso tudo é que, por trás desses números, estão milhões de pessoas, milhões de famílias que nunca conseguiram comprar a casa própria. Agora, elas estão tendo a oportunidade de fazer um financiamento, com uma prestação que cabe no bolso. Isso é uma grande conquista.
 
A presidenta ressaltou que os números se referem, sobretudo, a famílias de baixa renda que tinham dificuldade para comprar uma imóvel, já que a renda não permitia suportar o valor de mercado das casas e apartamentos. Com o Minha Casa, Minha Vida, segundo ela, essas famílias estão recebendo um subsídio do governo que banca uma parte importante do valor da moradia.
 
Dilma lembrou que o programa financia casas e apartamentos para famílias com renda até R$ 5 mil por mês. As condições do financiamento variam de acordo com a renda da família. Para famílias com renda até R$ 1.600, a prestação é 5% da renda. Para famílias que ganham até R$ 3.275, o Minha Casa Minha Vida dá um subsídio que pode chegar a R$ 25 mil, dependendo da renda. Para as famílias com renda entre R$ 3.275 e R$ 5 mil, o programa oferece uma taxa de juros mais baixa.
 
— É para isso que já investimos cerca de R$ 200 bilhões no Minha Casa, Minha Vida. Esse é um investimento que estimula a economia, movimenta a construção civil e gera mais empregos, além, é claro, de garantir para os brasileiros e as brasileiras mais pobres uma vida muito digna. Mas vale a pena, sobretudo porque é um investimento para o bem-estar de todas as famílias do Brasil que precisam. O esforço das famílias e o apoio do governo fazem do sonho da casa própria uma realidade.
 
(Fonte: Agência Brasil, Foto: Internet) 
Brasil tem menor taxa de desemprego da história

Brasil tem menor taxa de desemprego da história

alt text
No ano de 2013, a taxa de desemprego média apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 5,4%. Essa foi a menor média anual desde o início da série histórica da taxa de desemprego, em 2003.
 
O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (5,30% a 5,41%) e foi idêntica à mediana projetada, de 5,40%.
 
A taxa de desemprego do mês de dezembro ficou em 4,3% e também foi a menor da história. Em novembro, a taxa foi de 4,6%. O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (de 4,2% a 4,6%), e abaixo da mediana de 4,4%.
 
A queda da taxa de desemprego está relacionada ao fato de mais pessoas terem desistido de procurar trabalho em dezembro. Segundo o IBGE, a população desocupada (1,1 milhão de pessoas) caiu 6,2% na comparação com novembro. Isso significa que menos 70 mil pessoas procuraram trabalho em dezembro.
 
Rendimento. O rendimento médio real dos trabalhadores registrou variação de 1,8% em 2013 em relação a 2012, para R$ 1.929,03. Já a massa de renda real habitual aumentou 2,6% em 2013 ante 2012, para R$ 45,0 bilhões.
 
(Foto: Daniela Amorim e Idiana Tomazelli, Estadão, Foto: Internet) 
Crédito imobiliário da Caixa é recorde em 2013

Crédito imobiliário da Caixa é recorde em 2013

alt text
No ano de 2013, a Caixa Econômica Federal atingiu R$ 134,9 bilhões em contratações do crédito imobiliário. O volume ultrapassou a previsão do banco de R$ 130 bilhões. No ano passado foram feitos mais de 1,9 milhão de contratos, enquanto em 2012, foram firmados 1,2 milhão.
 
Nos últimos três anos, foram mais de R$ 300 bilhões em crédito para aquisição da casa própria. Para 2014, a previsão é de que o crédito imobiliário siga em alta, devendo ficar entre 10% e 20% acima do que o registrado do que no ano passado.
 
O Minha Casa Minha Vida encerrou o ano com 3,240 milhões de unidades contratadas, desde o lançamento do programa. Somente em 2013, foram 900 mil unidades.
 
Do montante aplicado no último ano, 65% foi destinado à aquisição de imóveis novos e 35% para imóveis usados. No total, foram R$ 61,64 bilhões em aplicações com recursos da poupança, mais de 50% de tudo o que foi negociado no mercado. Outros R$ 41,22 bilhões foram concedidos por meio de linhas que utilizam recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 20,47 bilhões com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial. As demais fontes somaram R$ 11,57 bilhões.
 
Os financiamentos para aquisição ou construção de imóveis individuais corresponderam a R$ 79,12 bilhões e os financiamentos para a produção de imóveis – quando o crédito é tomado por construtoras – atingiram R$ 55,83 bilhões. Segundo a Caixa, o financiamento direto à produção vem apresentando crescimento significativo nos últimos anos, saindo de 14% do total do crédito imobiliário do banco, em 2007, para 41% do total aplicado em 2013.
 
A participação da Caixa no mercado de financiamento de imóveis ficou em 69% ao final de 2013. Com relação à idade dos mutuários, mais de 35% dos financiamentos foram concedidos a clientes com menos de 30 anos. Já a faixa etária de 31 a 45 anos correspondeu a 45% dos contratos do crédito imobiliário no último ano. A inadimplência dos financiamentos imobiliários manteve-se baixa, com índice de 1,47%, inferior ao índice de 1,54% registrado no fechamento do primeiro semestre.
 
(Fonte: Agência Brasil, Foto: Internet) 
Obras avançam e trincheira Santa Isabel já está recebendo pavimentação

Obras avançam e trincheira Santa Isabel já está recebendo pavimentação

alt text
Como outra obra importante do plano de mobilidade urbana de Cuiabá para a Copa do Mundo deste ano, a trincheira do bairro Santa Isabel (Verdão) avançou recentemente para a fase de pavimentação. A grande pista inferior está recebendo imprimação e deve ganhar a camada principal de asfalto nas próximas horas. 
 
Obra ligada à trincheirinha Ciríaco Cândia, que já foi inaugurada, a trincheira Santa Isabel já teve a conclusão dos trabalhos de drenagem nas pistas marginais. A parte interna já recebeu a primeira camada de sub-base. Sobre a estrutura já foram instaladas todas as vigas necessárias para formar a base por onde passarão os veículos. Cada viga tem aproximadamente 18 metros e 14 toneladas.
 
A trincheira tem 460 metros de extensão e visa dar acesso à Arena Pantanal, no bairro Verdão. A finalidade da obra é revitalizar um dos pontos de maior fluxo de trânsito na avenida Miguel Sutil. Após a conclusão da travessia o motorista que trafega pela av. Miguel Sutil deverá passar por dentro da trincheira. Já o motorista que deseja ter acesso aos bairros da região deverá pegar as pistas auxiliares da rotatória. 
 
Esta obra é de responsabilidade da construtora Métrica, a mesma que construiu a trincheirinha Ciríaco Cândia. Com um orçamento de R$ 22,7 milhões, a obra já ultrapassou 70% da conclusão. Sua entrega está prevista para o mês de abril.
 
(Fonte: Darwin Júnior, OlharCopa, Foto: Darwin Júnior) 
Receita das empresas de Mato Grosso é a 4ª mais elevada do País

Receita das empresas de Mato Grosso é a 4ª mais elevada do País

alt text
O crescimento da receita nominal do setor de Serviços em Mato Grosso é o 4º maior do país, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice registrado em novembro de 2013 chegou a 13,8%, superado apenas pelo Distrito Federal (19,7%), Santa Catarina (14,5%) e Paraíba (13,9%). A média nacional para o período foi de 8,6% de crescimento. A variação acumulada no Estado foi de 22,7% de janeiro a novembro, quase duas vezes superior ao crescimento do Distrito Federal (14,7%) e a maior do país. 
 
Apesar de ter crescido o dobro em relação aos outros 25 estados brasileiros no acumulado do último ano, o índice referente à receita desacelerou em Mato Grosso no último trimestre de 2013. Em setembro, a variação ficou positiva em 19,9% sobre igual intervalo de 2012. No mês seguinte, caiu para 14,1% e encerrou novembro em 13,8%. Na avaliação do economista Sebastião Félix, houve um desaquecimento na economia ao final do 2º semestre de 2013 que refletiu negativamente no varejo, sem excluir outras atividades.
 
“O normal é que haja um desempenho melhor no 2º semestre, mas o crescimento econômico em geral foi fraco durante o último ano”. Contudo, a previsão para 2014 é uma retomada do consumo a partir do Carnaval, especialmente nos 30 dias que antecedem os jogos da Copa do Mundo, segundo o economista. “Os estabelecimentos de hospedagem e alimentação, principalmente, serão beneficiados”.
 
Para o vice-presidente da Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio/MT), Roberto Peron, o setor de Serviços enfrenta períodos sazonais, de melhor ou pior desempenho, no decorrer de cada ano. “Mas, a tendência é manter o crescimento, principalmente a partir de 2014”. Para ilustrar a afirmação, ele comenta que em 2013 foram abertas mais empresas no setor de Serviços do que no Comércio em Mato Grosso. “No área de Serviços, o crescimento em número de novas empresas foi 13% maior em relação ao Comércio".
 
(Fonte: Redação, A Gazeta, Foto: Internet) 
Embaixador da Austrália afirma que 20 mil turistas devem vir à Cuiabá

Embaixador da Austrália afirma que 20 mil turistas devem vir à Cuiabá

alt text
Uma reunião entre o prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB), o embaixador Brett Hackett e a consulesa Marion Walshe, ambos da Austrália, foi realizada nesta quarta-feira (22), para tratar dos preparativos para recepção dos turistas durante a Copa do Mundo. A estimativa é que venham até 20 mil australianos para a cidade.
 
“Estamos organizando todo o apoio às Embaixadas, com um gabinete executivo que atenderá a todas e facilitará o atendimento aos turistas”, afirmou o prefeito Mauro Mendes. Ele ainda acrescentou que esta é uma boa oportunidade para realizar bons negócios.
 
O embaixador Hackett, afirmou que espera entre 10 e 20 mil turistas australianos visitando a cidade durante o mundial: “Depois da partida, os turistas devem visitar o Pantanal, local de grande curiosidade para nós, por sua beleza”, revelou ele.
 
Mendes e Hackett trocaram ideias sobre parcerias para negócios, eventos culturais e para promover Cuiabá na Austrália. “Vamos trabalhar juntos para desenvolver eventos e firmar parcerias entre os comércios cuiabano e australiano”, disse Brett Hackett.
 
“Buscamos uma aproximação cultural, queremos nos mostrar e conhecer outras culturas e este será um local preparado especialmente para isso”, explicou Mauro Mendes que ainda garantiu dar todo o apoio necessário para os turistas durante a competição.
 
Após a reunião, o embaixador e a consulesa almoçaram com os secretários municipais de Governo, Fábio Garcia, de Turismo, Marcus Fabrício, de Cultura, Alberto Machado, de Esporte e Cidadania, Carlos Brito, de Apoio à Segurança Pública, tenente-coronel Eduardo Henrique de Souza, e de Comunicação, Kleber Lima.
 
Eles também aproveitaram para conhecer um dos pontos turísticos da Capital, o Museu Morro da Caixa D’água Vellha, onde se mostraram encantados com o local. 
 
(Fonte: Wesley Santiago, OlharDireto, Foto: Internet) 
Viadutos da Sefaz e MT-040 serão próximas obras inauguradas

Viadutos da Sefaz e MT-040 serão próximas obras inauguradas

alt text
Com a expectativa de inaugurar ainda neste mês os viadutos da Sefaz, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA) e da MT-040, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, o Governo do Estado inicia neste domingo (12) a contagem regressiva de 150 dias para o início da Copa do Mundo no Brasil. 
 
Além dos viadutos, está prevista no cronograma de obras da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), a entrega simbólica da obra de duplicação da Avenida Juliano Costa Marques, no bairro Bela Vista. 
 
O local já é utilizado pela população e, por isso mesmo, a “inauguração” é apenas simbólica. 
 
Tanto o viaduto da Sefaz como da MT-040 eram entregas esperadas em 2013 e foram as únicas que ficaram de fora no cronograma então anunciado pelo governador Silval Barbosa (PMDB) e pelo secretário da Copa, Maurício Guimarães. 
 
Do ano passado para cá, o Poder Executivo conseguiu inaugurar nove obras. No dia 29 de outubro, foram inauguradas as três primeiras, nos bairro Coophema e Jardim Califórnia, na região do Coxipó: a ligação da Avenida Beira Rio com a rua Antônio Dorilêo, via batizada como “engenheiro Quidauguro Fonseca”; a ponte “Professor benedito Figueirero”, sobre o Rio Coxipó; e a pavimentação da Rua Camboriú.
 
No dia 31 de outubro, no Jardim das Palmeiras, foi inaugurado o prolongamento da Rua dos Eucaliptos e a ponte de mesmo nome sobre o Rio Coxipó.
 
Em novembro, no dia 18, o Governo do Estado entregou o viaduto do Despraiado, na Avenida Miguel Sutil (Perimetral).
 
Em dezembro, Silval entregou duas obras: a duplicação da ponte sobre o Rio Cuiabá, na Rodovia Mário Andreazza (MT-44) – ainda em obras –, a Trincheira da Ciríaco Cândia (“trincheirinha”), no encontro da rodovia com a Perimetral.
 
No dia 16 de dezembro, o governador liberou a parte de cima da Trincheira do Santa Rosa. Apesar da inauguração ou liberação de obras, nenhuma delas, segundo levantamento do MidiaNews no mês de novembro, é parte da Matriz de Responsabilidade assinada com a Federação Internacional de Futebol (Fifa). 
 
Entre as obras consideradas essenciais para a realização do evento, estão a Arena Pantanal, a reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, os Centros Oficiais de Treinamento (COTs) da UFMT e da Barra do Pari, a revitalização do Córrego Oito de Abril, a pavimentação e restauração de diversas ruas no entorno da Arena e as obras de duplicação da Estrada da Guarita e Rodovia Mário Andreazza.
 
De acordo com a Secopa, atualmente a Arena tem 90% de suas obras concluídas. Os 10% que faltam dizem respeito, ainda conforme o Estado, à instalação de cadeiras, que se iniciam na próxima semana, a pavimentações internas e externas ao estádio e a instalação de Tecnologia da Informação (TI), que incluem energia elétrica, catracas e telões. 
 
A expectativa, segundo reportagem do Globo Esporte no dia 1º de janeiro, é que a Arena Pantanal seja inaugurada em fevereiro, com um quadrangular entre os principais times mato-grossenses, para um público máximo de 15 mil pessoas.
 
(Fonte: Isa Souza, Mídianews, Foto: Edson Rodrigues) 
Governo Federal destina R$ 1 bi para o Minha Casa, Minha Vida

Governo Federal destina R$ 1 bi para o Minha Casa, Minha Vida

alt text
O governo federal vai destinar R$ 1,168 bilhão do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) ao Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) em 2014.

A decisão consta de resolução do Conselho Curador do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS), presidido pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (10).

Os recursos serão aplicados na construção de 20 mil unidades habitacionais. As regiões mais contempladas serão Sudeste e Nordeste, com 8.302 e 6.016 casas previstas, respectivamente. Na sequência, as regiões Sul (2.088), Norte (1.914) e Centro-Oeste (1.680).

De acordo com a resolução, o Plano de Metas e Diretrizes do FDS, que contempla a destinação desses recursos ao Minha Casa, Minha Vida, poderá ser revisto pelo Conselho Curador do Fundo no decorrer do exercício de 2014 e sempre que necessário.

(Fonte: Câmara Brasileira da Indústria da Construção, informações Valor Econômico, Foto: Internet)

Mais quatro composições do VLT chegam ao pátio do Centro de Manutenção

Mais quatro composições do VLT chegam ao pátio do Centro de Manutenção

alt text
Mais quatro composições do VLT chegam ao pátio do Centro de Manutenção
 
Já se encontram acomodados em trilhos no pátio do Centro de Manutenção (CM) de Várzea Grande, as quatro composições do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que chegaram na semana passada a Cuiabá. Sobre três carretas, os vagões ficaram por quase uma semana no pátio do Porto Seco (Distrito Industrial), aguardando desembaraço aduaneiro. Finalmente na manhã desta quarta-feira (08), o processo de desembaraço foi concluído. Por volta das 13 horas, as quatro composições foram transportadas para Várzea Grande. Agora, já são cinco composições sobre os trilhos assentados no CM.
 
Idênticas à primeira composição, que chegou ao CM há dois meses (8 de novembro), os quatro trens do VLT que chegaram na semana passada não repetiram o ‘desfile’ que durou quase cinco horas por ruas de Cuiabá e Várzea Grande. Desta vez, os vagões foram transportados pela Imigrantes. Batedores e agentes de trânsito acompanharam o traslado até sua chegada ao CM. Não foram registrados tumultos ou grandes congestionamentos. Não houve sequer anúncio de que os trens já estariam a caminho de Várzea Grande.
 
Próximo lote – O consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, responsável pela implantação do novo modal do transporte coletivo na capital mato-grossense informou que mais quatro composições estão embarcadas em navio, a caminho do porto de Santos. Até o final do mês, os vagões deverão estar prontos para o transporte até Cuiabá. Até março, todos os trens adquiridos já deverão estar no país.
 
A perspectiva do Governo do Estado é de que até o final deste mês, os primeiros trilhos apareçam na região do aeroporto. O cronograma prevê a entrega do modal com seus dois ramais – Aeroporto-CPA e Coxipó-Centro – até o final deste ano. No entanto, o Governo admite que apenas um trecho (Aeroporto-Porto) deverá estar em funcionamento na Copa do Mundo.
 
O VLT cuiabano prevê um sistema com 40 composições de 44 metros cada. Cada uma destas composições comporta até 71 passageiros sentados. Com uma composição em tráfego por estação no intervalo de 3 minutos, nos horários de pico, haverá uma demanda de até 8 mil passageiros. O VLT conviverá com o trânsito em uma via prioritária, mas deverá respeitar a sinalização.
 
O novo sistema deverá contar com sinalizadores para sincronia com o tráfego normal de veículos. Assim, o VLT terá a prioridade de tempo nos semáforos. Um sistema matemático calculará o tempo para as composições alternarem velocidade e executarem cruzamento de vias sem a necessidade de parada.
 
A velocidade máxima pode atingir os 70 quilômetros por hora, mas a média deve ficar na casa dos 35 quilômetros horários, considerando as paradas em estações. Por ser um sistema que depende da energia elétrica (é alimentado por fiação aérea), o VLT está sujeito a ficar parado no caso de falta de luz.
 
(Fonte: Darwin Júnior, Olharcopa, Foto: Internet) 
Enquanto cai no Brasil, venda de carros novos cresce em MT

Enquanto cai no Brasil, venda de carros novos cresce em MT

alt text
Contrariando o saldo negativo da média nacional, as vendas de veículos zero quilômetro, em Mato Grosso, cresceram 4,5% em 2013, ante retração de 2,2% no país. 
 
Conforme dados divulgados ontem pela da Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos Automotores de Mato Grosso (Fenabrave/MT), foram comercializados e emplacados 121.295 unidades. Em 2012, o número chegou a 116.060. No Brasil, 5.458.671 veículos foram comercializados em 2013, o que revela uma queda de 2,2% em relação a 2012, quando 5.586.525 unidades foram emplacadas. 
 
Na avaliação do presidente da Fenabrave/MT, Manoel Guedes, os bons números são resultado do momento vivido por Mato Grosso, a exemplo do crescimento vertiginoso do agronegócio. “Este foi um ano positivo para os concessionários de Mato Grosso, pois mesmo com a retração de 2,2% do setor, registrada em 2013 pelo Brasil, nosso Estado apresentou crescimento, o que para nós é motivo de comemoração”. 
 
Entre os segmentos de maior destaque está o de caminhões e comerciais leves (caminhonetes), que tiveram crescimento significativo de 43,7% e 14,2% respectivamente. Guedes explica que novamente o agronegócio é o grande responsável pelos bons índices, pois a aplicação de novas tecnologias tem feito crescer ainda mais o que é produzido no Estado. 
 
“O bom momento do agronegócio também é o grande responsável pelos bons números no setor automotivo, visto que empresários do agronegócio investem na aquisição de caminhonetes e caminhões para a renovação de frota, impulsionados principalmente pela necessidade de transporte da safra e pelas linhas de crédito atrativas”, destacou. 
 
RANKING - Tal cenário também contribuiu para que as cidades de Rondonópolis (sul do Estado) e Sinop (norte do Estado) aumentassem a venda de veículos. O maior crescimento dentre os municípios avaliados foi o de Rondonópolis, com aumento de 15% em relação a 2012 e 9.907 veículos emplacados. Já Sinop, cresceu 12,1% e emplacou 7.221 unidades. 
 
“Como são cidades que concentram o setor de agronegócio e são regiões onde o poder aquisitivo da população cresce acima da média estadual e nacional, a tendência é que haja uma expansão do setor automotivo nestes municípios”, explicou o presidente. 
 
Cuiabá contabilizou 34.169 emplacamentos, número 4% maior do que em 2012. Já Várzea Grande manteve-se praticamente estável com leve queda de 0,6%. “Como aproximadamente 90% das concessionárias da Cidade Industrial estão localizadas na Avenida da FEB, que atualmente está fechada por obras da Copa, os consumidores estão optando POR comprar em Cuiabá mesmo”, completou Guedes. 
 
O único segmento a apresentar retração em 2013 foi o de motocicletas. Foram 49.249 unidades emplacadas, número 5,1% menor do que ano anterior, quando 51.942 motos foram vendidas. “Particularmente este segmento está sofrendo com restrições das instituições financeiras para a concessão de crédito aos novos compradores e àqueles que já possuem uma motocicleta ou pensam em trocá-la por um veículo”, disse. 
 
DEZEMBRO - O mês de dezembro manteve-se bastante positivo para os concessionários do estado. Ao todo 12.065 veículos foram emplacados, número 22,6% maior do que novembro, que registrou 9.839 vendas. 
 
A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) estima alta de 1,1% no total de licenciamentos de veículos novos nacionais e importados para este ano. 
 
(Fonte: Mariana Peres, Diário de Cuiabá, Foto: Internet) 
Cadeiras da Arena Pantanal chegam e instalação deve ter início nas próximas horas

Cadeiras da Arena Pantanal chegam e instalação deve ter início nas próximas horas

alt text
O primeiro lote com 1,2 mil cadeiras fabricadas pela Kango Brasil, já estão na Arena Pantanal e a instalação deve ter início nas próximas horas. A informação foi prestada pela assessoria de imprensa da Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa), que confirmou o desembarque dos assentos na segunda-feira. A montagem das cadeiras é uma das últimas etapas antes dos primeiros testes da Arena Pantanal, estádio que vai sediar quatro jogos da Copa do Mundo em junho deste ano.
 
Os preparativos para a montagem das primeiras cadeiras já foram concluídos. As longarinas que dão suporte aos assentos foram instaladas durante a semana passada. Uma equipe de montadores ficará encarregada de atuar nas próximas semanas. No total, são 43 mil assentos produzidos pela Kango que venceu a licitação de R$ 18,2 milhões. Ao justificar o alto valor das cadeiras, a Secopa destacou que o material adquirido para a Arena Pantanal ‘tem resistência e durabilidade, além de não serem inflamáveis’.
 
Primeiros testes - O secretário extraordinário da Secopa, Maurício Guimarães, confirmou que a primeira competição realizada na Arena Pantanal será um quadrangular regional reunindo as principais equipes do Estado. Segundo ele, a disputa terá início no dia 16 de fevereiro. O Mixto e o Luverdense devem ser os representantes de Mato Grosso no torneio. Os times participantes do quadrangular terão seus jogos adiados no estadual.
 
Contudo, o jogo terá a capacidade reduzida. Dos 43 mil lugares que vem sendo preparados para a Copa 2014, apenas 15 mil devem estar disponíveis para os torcedores. Assim, só as arquibancadas inferiores estarão liberadas, segundo o secretário.
 
O Governo vem trabalhando com a ideia de inaugurar oficialmente a Arena Pantanal com um amistoso envolvendo duas equipes nacionais. Tudo aponta para o confronto entre Flamengo e Corinthians. Até o Mundial, a Secopa pretende realizar quatro eventos, incluindo um show.
 
(Fonte: Darwin Júnior, Olharcopa, Foto: Edson Rodrigues) 
Venda de material de construção cresce 4,4% em 2013

Venda de material de construção cresce 4,4% em 2013

alt text
 
As vendas de material de construção no país cresceram 4,4% em 2013, na comparação com o ano anterior, e registrou um faturamento de R$ 57,42 bilhões, segundo pesquisa da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) divulgada nesta segunda-feira (6).
 
As vendas no mês de dezembro ficaram próximas aos resultados de novembro, de acordo com o estudo, sem variação. Já na comparação de dezembro de 2013 com o mesmo mês do ano anterior, houve aumento de 1,5%. A pesquisa Tracking Mensal foi realizada com 530 revendedores das cinco regiões do Brasil.
 
Entre os segmentos de produtos analisados, as caixas d’água e telhas de fibrocimento, iluminação e louças sanitárias registraram aumento de 3% nas vendas - o restante mostrou estabilidade.
 
No levantamento por regiões, os destaques foram para o Nordeste e o Norte, onde 58% e 55% das lojas registraram crescimento no mês, seguidos pelo Sudeste (43%), Sul (42%) e Centro-Oeste (31%).
 
“Tivemos uma retração de 2% no número de lojas que melhoraram o seu desempenho com relação a novembro, mas todos os segmentos pesquisados apresentaram resultados muito próximos dos obtidos no mês de novembro, exceto tintas, que teve um incremento de 10% no número de lojas com aumento nas vendas”, diz o presidente da Anamaco, Cláudio Conz, em nota.
 
Perspectivas
 
Para 2014, as perspectivas são positivas, em função "do atual momento" vivido pelo país e por uma grande quantidade de obras relativas à Copa do Mundo.
 
"Devemos ter um desempenho 6% superior no primeiro semestre do ano e 8% superior no segundo. Nos dias de jogo do Brasil, antes e depois da partida, o movimento nas lojas é tradicionalmente melhor que os dias normais. As pessoas aproveitam este ‘quase feriado’para ir às compras. Já as eleições sempre trazem algumas incertezas sobre os preços no futuro e, justamente por isso, muita gente acaba antecipando as compras. Se tudo sair como estamos prevendo, devemos encerrar o ano com mais um recorde histórico de 7,2% de crescimento sobre 2013”, diz a associação.
 
(Fonte: G1, São Paulo, Foto: Arquivo/Barradas)